Baku, a impressionante capital do Azerbaijão

Baku - Azerbaijão - Dona Viagem

Vou te confessar que, entre tantos lugares no mundo, ir para o Azerbaijão nunca esteve na lista de prioridades. Só que um dia apareceu uma oportunidade e foi impossível recusar. Assim conheci Baku, a capital desse país e que me deixou de queixo caído com tamanha beleza.

BAKU, AZERBAIJÃO

Até 1917 Baku era independente do Azerbaijão, sendo então integrado ao país e transformado em sua capital. Em 1920 a cidade foi tomada pelo exército vermelho (União Soviética) e permaneceu sob seu domínio até 1991. Para você ter uma ideia da importância de Baku na economia mundial, em 1905 a cidade era responsável por 50% da produção de petróleo mundial.

Com tamanha riqueza e investimentos no setor petrolífero, Baku se tornou uma potencia no setor. Contudo, assim como seus colegas Dubai e Abu Dhabi, começou a investir no turismo para que essa seja a principal fonte de renda no futuro, afinal, um dia o petróleo acaba. Graças a isso, é muito fácil encontrar gente que fala inglês e o desenvolvimento da cidade impressiona qualquer um.

LOCALIZAÇÃO, COMO CHEGAR E VISTO

O Azerbaijão faz parte da região do Cáucaso é considerado uma nação transcontinental, pois seu território está em dois continentes ao mesmo Tempo. Baku, a capital, encontra-se na Europa, mas 50% do país é asiático. Ele faz divisa com a Armênia, Geórgia, Rússia, Irã e Mar Cáspio (que na verdade é um lago salgado) e, apesar de estar próximo à países do Oriente Médio, é considerado extremamente seguro e com baixos índices de criminalidade.

Não existe voo direto do Brasil para Baku. Eu fiz conexão em Paris, mas um voo bem comum é com conexão na Turquia.

Apesar de estar em território europeu, o Azerbaijão não faz parte da União Européia, sendo necessário tirar visto para conhecer o país. O processo é bem simples para o visto regular que sai em até 3 dias úteis. Basta ir no site oficial do Azerbaijão e preencher os dados. Para mais informações sobre o visto, recomendo a leitura desse post do Travel With Pedro.

MOEDA

Não se usa Euro no Azerbaijão, a moeda oficial é o Manat. Em 2018, o câmbio era 1 euro = 1,96 manats. Ao contrário de boa parte da Europa, muitos estabelecimentos de Baku (principalmente os mais informais) não aceitam cartão de crédito, então será necessário trocar moeda por lá. A parte fácil é que existem casas de câmbio por boa parte do centro da cidade.

ONDE SE HOSPEDAR

Sem duvidas o melhor lugar para se hospedar em Baku é no centro da cidade, próximo à Cidade Antiga. Por ali existe uma infinidade de hotéis, muitas lojas, restaurantes e você vai conhecer praticamente todos os pontos turísticos à pé.

O QUE FAZER EM BAKU

Baku é uma cidade pequena e com dois dias é possível rodar por toda a região turística. Caso queira ficar mais tempo, têm alguns passeios mais afastados que foram bem recomendados por outros viajantes, vou descrever mais abaixo.

Cidade Antiga

Um dos principais contrastes com a cidade que tenta ser tão moderna, a Cidade Antiga é fortificada, completamente certada por muralhas e preservando as charmosas características tradicionais. A região é tão incrível que se tornou um dos Patrimônios Culturais da Humanidade pela Unesco. Acredita-se que suas construções originais datem do século XII, tendo gente que diz que são de VII.

A melhor coisa para se fazer na Cidade Antiga é se perder pelas ruelas e conhecer sem pressa o que essa área tem a oferecer. Entretanto, alguns pontos são mais famosos e merecem destaque:

  • Maiden Tower – Principal ponto turístico da Cidade Antiga, a “Torre da Donzela” tem um formato cilíndrico, aproximadamente 30m de altura e do seu terraço é possível admirar uma linda vista para a orla de Baku. Para subir é necessário pagar.
  • Shirvanshah’s Palace – Palácio construído no século XV que atualmente é um museu. Sua entrada também é paga.
  • Double Gates – A cidade fortificada possui vários portões de entrada, mas o Double Gates é o principal, tanto que na frente você encontra estacionamento, vários restaurantes e muitas barraquinhas de souvenires.
Baku - Azerbaijão - Dona Viagem
A Cidade Antiga é toda murada

Para saber mais sobre a história de Baku, dê uma conferida no Blog Spiritus Mundi.

Baku Boulevard

Baku tem um “calçadão de Copacabana” para chamar de seu. Com 25km de extensão, o Baku Boulevard margeia o Mar Cáspio e é ponto de encontro de muita gente. Assim como a Cidade Antiga, o gostoso é sair caminhando sem pressa e conhecer as muitas atrações que ele oferece. Entre os destaques temos:

  • Mini Veneza – Nesse local você pode pode fazer um passeio de gôndola (só que é motorizada) pelos canais e almoçar no restaurante com vista para eles.
  • Museu Nacional do Tapete – conta com mais de 10.000 itens em exposição, inclusive maravilhosos tapetes persas (la região já ficou sob domínio persa).
  • Baku Eye – Sim, Baku também tem uma roda gigante!

Flame Towers

Esses três prédios moderníssimos se destacam no skyline de Baku. Em uma das torres está o famoso Hotel Fairmont e à noite todas elas iluminam a cidade com muito led.

Baku - Azerbaijão - Dona Viagem
Aos pés das Flame Towers

Upland Park

Vou te falar que esse foi o local que mais mexeu comigo. Pegando o funicular ou subindo infinitas escadas, você chega à esse parque na região alta da cidade e ao lado das Flame Towers. Ali você encontra a vista mais perfeita de Baku, restaurante e a Alameda dos Mártires.

Essa alameda beira o cemitério e é um memorial em homenagem aos soldados mortos desde a Primeira Guerra Mundial e principalmente àqueles que morreram no chamado “janeiro negro”, em 20/01/1990. No final da Alameda dos Mártires está o Shahidlar Monument, ou monumento da Chama Eterna, onde uma pira nunca se apaga.

Olha essa vista!
Baku – Azerbaijão – Dona Viagem

Fountain Square

Nessa praça com 9 fontes (daí se explica o nome) e nas ruas que dão acesso à ela estão localizadas as principais lojas de grife e restaurantes famosos, como o Hard Rock Café Baku.

Baku - Azerbaijão - Dona Viagem
Fontes, muitas fontes!

Heydar Aliyev Cultural Centrar

Esse centro de eventos é lindíssimo. Sua arquitetura foi inspirada na assinatura do presidente do Azerbaijão e na sua frente está o letreiro de Baku. Ele não fica na meiuca do centro, mas nada que um Uber não resolva.

Baku - Azerbaijão - Dona Viagem
Lindo demais!

Love Square

Próximo ao Heydar Aliyev, essa praça é repleta de esculturas de coração e até um letreiro de “Love” estilo Nova York.

Baku - Azerbaijão - Dona Viagem
Muito amor!

Passeios pelos arredores

Não longe de Baku, em esquema de bate-e-volta, existem alguns passeios interessantes oferecidos pela Baku Explore. O blog Diário de Polly contou sobre o tour pelos Vulcões de Lama e Arte Rupestre e o Blog Despachadas também cita outros passeios bem interessantes, como a montanha da chama eterna e o complexo arqueológico.

CURIOSIDADES

  • Nunca na vida vi uma cidade tão limpa como Baku. To impressionada pra sempre!
  • O trânsito é um tanto quanto caótico. As pessoas não respeitam as faixas e tomar fechada é parte da rotina;
  • Não existe faixa de pedestre nas principais avenidas. Você atravessa a rua por um túnel;
  • A cidade impressiona já na chegada. O terminal antigo do aeroporto parece um palácio e o novo, se visto de cima, tem o formato de um avião. Ah, ambos ficam hiper iluminados à noite;
  • Você vai ver muito mais homem do que mulher na rua. Pode ser um pouco intimidador para mulheres andando sozinhas, mas nada perigoso. Por sinal, o índice de violência lá é baixíssimo.

4 Comments on “Baku, a impressionante capital do Azerbaijão”

  1. taí um destino que nunca pensei! Fiquei bem curiosa, também não perderia essa oportunidade! Com certeza, Baku entrou para minha lista! Adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *